Comité de Arbitragem

Perfil do comité

Ángel María Villar Llona is chairman of the UEFA Referees Committee
Ángel María Villar Llona is chairman of the UEFA Referees Committee ©UEFA

O Comité de Arbitragem é composto por um presidente e um presidente-adjunto (como regra, membros do Comité Executivo), bem como pelo número de vice-presidentes e/ou membros ordinários considerados necessários para que o comité funcione adequadamente.

O Comité de Arbitragem da UEFA nomeia um Dirigente Máximo de Arbitragem e dois Dirigentes de Arbitragem, que participam em reuniões do Comité de Arbitragem e cujas principais responsabilidades são:
a) nomear árbitros para as competições da UEFA (UEFA Champions League, UEFA Europa League, Campeonato da Europa e Campeonato da Europa de Sub-21);
b) estabelecer tópicos de desenvolvimento para os vários níveis dos cursos de árbitros da UEFA;
c) elaborar propostas para os rankings de árbitros duas vezes por ano nas categorias de árbitros da UEFA;
d) estabelecer directivas para as nomeações e avaliação dos observadores de árbitros;
e) organizar a monitorização dos árbitros de topo da UEFA nos jogos internacionais e domésticos.O Comité de Arbitragem é composto por um presidente e um presidente-adjunto (em regra, membros do Comité Executivo) e do número de vice-presidentes e/ou membros ordinários considerados necessários para o bom funcionamento do comité.

O Comité de Arbitragem:
a) assiste os responsáveis da arbitragem na nomeação de árbitros para as competições da UEFA e na avaliação e ranking dos árbitros e dos observadores de árbitros;
b) conduz um programa de desenvolvimento para instruir e educar os árbitros, árbitros-assistentes, árbitros de futsal, instrutores e observadores de árbitros, de modo a assegurar a aplicação correcta, uniforme e consistente das Leis de Jogo;
c) identifica e apoia árbitros internacionais promissores;
d) representa a UEFA perante as federações membro em assuntos de arbitragem;
e) desenvolve a arbitragem nas federações que compõem a UEFA através da implementação da Convenção da UEFA sobre Educação e Organização de Árbitros (daqui em diante Convenção de Árbitros);
f) estuda propostas do Painel de Convenção de Árbitros;
g) estuda alterações propostas às Leis de Jogo;
h) propõe membros para a lista de instrutores de árbitros, observadores e Painel de Convenção de Árbitros.

Para levar a cabo o seu programa de desenvolvimento, o Comité de Arbitragem é composto pelos quatro sub-comités seguintes:
a) Sub-comité para a Nomeação de Árbitros;
b) Sub-comité para Instrução e Educação (com especialistas para árbitros de futebol masculino, feminino, futsal e árbitros-assistentes);
c) Sub-comité para Mentores de Árbitros e Talentos;
d) Sub-comité para Observadores de Árbitros.

O Comité de Arbitragem estabelece um grupo de trabalho composto por especialistas técnicos (treinadores de futebol e/ou antigos jogadores), de modo a aconselhar o Comité de Arbitragem na aplicação das Leis de Jogo.
O Comité de Arbitragem é apoiado no seu trabalho pelos Instrutores de Árbitros, os Observadores de Árbitros, o Painel de Convenção de Árbitros e o Painel Consultivo de Árbitros.