Áustria de luto pela morte do antigo jogador e treinador Karl Stotz

Karl Stotz, membro da selecção da Áustria que ficou no terceiro lugar do Campeonato do Mundo de 1954, e que mais tarde levou a selecção à fase final em 1982, faleceu aos 90 anos.

A equipa da Áustria que jogou em 1954 o apuramento do terceiro e quarto lugares
A equipa da Áustria que jogou em 1954 o apuramento do terceiro e quarto lugares ©Getty Images

A Áustria perdeu um dos seus heróis do futebol, já que o antigo internacional e seleccionador Karl Stotz faleceu oito dias após ter cumprido o 90º aniversário.

Enquanto adolescente, Stotz combateu na II Guerra Mundial e esteve na Batalha de Estalinegrado. Capturado, foi prisioneiro de guerra durante três anos antes de regressar a sua cidade de Viena.

Começou a jogar futebol no FC Wien. O seu soberbo jogo posicional rapidamente fez dele um dos melhores defesas da Liga. Em 1951 ingressou no Áustria Viena onde passou 12 anos de sucesso ao serviço dos “violetas”, conquistando quatro campeonatos e duas taças. Em 2001 foi nomeado para a equipa do século.

Stotz estreou-se pela Áustria frente à Suíça, em Março de 1950, na primeira de 42 internacionalizações que incluíram a participação nos Campeonatos do Mundo de 1954 e 1958. Estava no banco quando a Áustria derrotou o Uruguai por 3-1 no jogo de apuramento do terceiro e quarto lugares – um feito que permanece como o maior na história do futebol austríaco.

Após terminar a carreira, em 1963, tornou-se treinador, primeiro no Áustria Viena e depois, entre 1978 e 1981, na selecção nacional. Assegurou o apuramento para a fase final do Campeonato do Mundo de 1982 mas acabou demitido pouco antes da fase final. “Fiquei tão decepcionado”, mais tarde reflectiu, “por isso jurei nunca mais voltar a trabalhar no futebol.”