Programa Educacional da UEFA visa olhar pelas estrelas do futuro

A UEFA organizou uma sessão educativa especial para os jogadores envolvidos na fase final UEFA Youth League sobre as leis do jogo e como lidar com a imprensa, entre outras coisas.

  UEFA’s educational programme aims to look after tomorrow’s stars   
  UEFA’s educational programme aims to look after tomorrow’s stars    ©Sportsfile

Os jogadores das equipas jovens de Benfica, Real Madrid, Barcelona e Salzburgo estiveram envolvidos naquela que talvez seja a mais importante experiência das suas adolescentes vidas, na tentativa de conquistarem o Troféu Lennart Johansson.

Ao participarem na "Final Four" da UEFA Youth League, em Nyon, os jovens futebolistas tiveram também a oportunidade única de ficar a conhecer os bastidores do mundo do futebol através da perspectiva de alguns dos funcionários de topo da UEFA. O Programa Educacional da UEFA, que decorreu no sábado, ensinou aos membros das quatro equipas presentes várias lições valiosas sobre a conduta tanto dentro como fora do campo.

Pierluigi Collina, uma das mais respeitadas figuras do futebol mundial e Director de Arbitragem da UEFA, transmitiu o seu conhecimento aos jovens. A sua tarefa principal foi a de explicar as leis do jogo e a forma como são interpretadas pelas equipas de arbitragem. Além disso, deu também aos jovens jogadores conselhos sobre a conduta a terem em campo.

Apesar de os jogadores preferirem expressar-se com os pés, a interacção com a imprensa tem-se tornado numa absoluta necessidade para o futebolista moderno. Um ligeiro deslize verbal ou um "tweet" mal interpretado poderá colocar um jogador em apuros com o seu clube, selecção nacional ou parceiros comerciais. Pedro Pinto, director do Departamento de Comunicação da UEFA, ofereceu os seus conselhos aos jovens atletas sobre o que fazer quando enfrentam jornalistas à procura de histórias e sobre como gerirem as respectivas redes sociais.

"No mundo actual, praticamente todos os movimentos que os desportistas fazem são alvo do escrutínio público e discutidos em todo o Mundo. É imperativo que os jovens futebolistas aprendam a lidar com a imprensa logo desde muito cedo, pois a comunicação positiva pode ser altamente benéfica, mas a publicidade negativa poderá prejudicá-los mais tarde nas respectivas carreiras", disse Pedro Pinto.

Quando as pessoas pensam na UEFA, duas das primeiras coisas de que se lembram é da UEFA Champions League e do UEFA EURO. Contudo, o organismo que tutela o futebol europeu faz muitas outras coisas para além de organizar jogos de futebol.

Stéphane Anselmo, director do departamento de Competições de Clubes, falou sobre como a UEFA investe novamente no futebol 80 por cento do dinheiro que ganha. Do mesmo modo, promove os valores que são mais importantes para a organização, tais como a igualdade de género e a inclusão, ao mesmo tempo que reitera que todos têm o direito de fazer parte do futebol, independentemente do género, religião, cor, habilidade ou orientação sexual.

A concluir o programa, foi exibido um vídeo para elucidar os jogadores sobre as estritas regras antidoping da UEFA. Foi relembrado aos jogadores que, caso tenham um teste de despistagem positivo, têm fortes hipóteses de arruinar as respectivas carreiras promissoras bem antes de atingirem o seu pleno potencial.

Apenas um clube regressará a casa com o Troféu Lennart Johansson. Contudo, todos os jogadores terão a oportunidade de levar consigo valiosas lições para o que se passar tanto dentro como fora de campo, que se espera venham a ser proveitosas para o resto das suas carreiras.