CFCB confirma o levantamento das restrições desportivas

O Comité de Controlo Financeiro dos Clubes da UEFA confirmou o levantamento de restrições impostas a Manchester City e Paris Saint-Germain.

Declaração da UEFA
Declaração da UEFA ©UEFA.com

A Câmara Investigatória do Comité de Controlo Financeiro dos Clubes (CFCB IC) confirmou esta sexta-feira, depois de voltar a analisar todas as circunstâncias do caso, levantar algumas restrições impostas a Manchester City e Paris Saint-Germain.

Em particular, ambos os clubes foram libertados, a partir desta época, da proibição de registar novos jogadores nas provas da UEFA, relativamente ao limite do número de jogadores na Lista A, e da restrição no que toca ao total de despesas com subsídios para com funcionários.

Ambos os clubes foram ao encontro, para satisfação do CFCB IC, das metas financeiras relativas a subsídios para com funcionários e observância de "break-even", como exigido aquando dos acordos celebrados para os anos financeiros de 2014 e 2015. No caso do Paris Saint-Germain, os objectivos foram atingidos um ano antes do originalmente acordado.

O final das restrições desportivas foi declarado provisório no começo de Julho, sujeito a controlos adicionais e à submissão orçamental devidamente auditada por ambos os clubes. Após analisar a pertinente documentação, a CFCB IC confirmou que os objectivos foram atingidos. Aquando da análise da informação submetida, foi dada particular atenção à correcta determinação dos limites reportados e ao valor dos contratos de patrocínio.

Os dois emblemas estão ainda sujeitos ao regime acordado e continuarão sob monitorização apertada durante toda a temporada 2015/1. O final do regime acordado está sujeito ao cumprimento de mais objectivos no que toca à balança comercial para o ano financeiro terminado em 2016.