Edição checa do UEFA CFM

O Certificado em Gestão de Futebol da UEFA é um elemento essencial na formação de pessoas que trabalham no futebol europeu, e a República Checa contribuiu para isso ao organizar uma edição nacional.

Graduados da edição checa do UEFA CFM
Graduados da edição checa do UEFA CFM ©FACR

O programa educativo Certificado em Gestão de Futebol da UEFA (UEFA CFM) continua a formar pessoas que trabalham no futebol europeu, com a mais recente edição a decorrer na República Checa.

Vinte e cinco participantes graduaram-se, incluindo funcionários da Federação de Futebol da República Checa (FAČR), da STES, empresa-irmã que gere o marketing do organismo, representantes de vários clubes checos – Slavia Praga, Viktoria Plzeň, Jablonec, Sigma Olomouc, Sparta Praga, MAS Táborsko e Dukla Praga – e a associação de Liberec.

O traço europeu do programa UEFA CFM foi mais uma vez destacado, graças à participação de convidados oriundos das federações de Áustria, Hungria, Rússia, Eslováquia e Ucrânia. A gestão de eventos foi o ponto central do seminário checo, incluindo temáticas de marketing e organização nos jogos da UEFA Champions League.

Um total de 464 pessoas estão agora graduadas no programa UEFA CFM, aumentando a sua competência profissional e aprendendo vários aspectos do futebol. O programa com a duração de nove meses compreende seis módulos interactivos "online" e três seminários presenciais. Os principais tópicos são organização do futebol, gestão estratégica, gestão operacional, marketing e patrocínios, comunicação, media e relações públicas, e gestão de eventos.

Os certificados são atribuídos pela Escola Suíça de Administração Pública (IDHEAP) da Universidade de Lausana. Os conteúdos do programa foram compilados por académicos de universidades de França, Itália, Espanha, Suíça e Reino Unido.

Thomas Junod, gestor de educação e universidades da UEFA, apelou aos graduados para utilizarem as competências recém-adquiridas de forma eficaz. "O futebol é um desporto colectivo, e a gestão também", explicou. "A UEFA quer que contribuam para o desenvolvimento da modalidade. São agora responsáveis não só por colocarem as vossas competências em prática, mas também pela partilha das vossas ideias e conhecimento com os colegas de trabalho".