Azerbaijão aposta forte no futebol feminino

O futebol feminino está a crescer no Azerbaijão graças a dois projectos com o apoio da UEFA: torneios de 3 para 3 e uma nova liga feminina para Sub-13.

©AFFA

Com o apoio do programa "HatTrick" da UEFA, a Federação de Futebol do Azerbaijão (AFFA) lançou dois interessantes programas para fomentar o futebol feminino: mini-torneios adaptados e uma nova liga de Sub-13.

Torneio Feminino 3 para 3 
A AFFA entende que jogos mais curtos e em campos reduzidos vão aumentar a participação e criou torneios de três contra três para crianças em 2013 e mais dois em 2014, contando com a presença de 400 novas jogadoras e envolvendo 2.000 participantes.

"Apesar de nem todas as participantes optarem pelo futebol profissional, elas tornam-se intrinsecamente parte da família do futebol", explicou o secretário-geral da AFFA, Elkhan Mammadov.

As equipas jogaram num campo com as dimensões normais dividido em nove mini-campos, de modo a assegurar com que o maior número de crianças possam jogar, com os encontros a durarem dez ou 12 minutos, dependendo da fase da prova.

A promoção dos eventos começou com dois meses de avanço - através do "site" da AFFA, redes sociais e campanhas nas escolas – e, para fazer sentir os novos participantes bem-vindos, cada equipa de três tinha pelo menos um jogador não federado.

Este torneio para as raízes do futebol foi recompensado com o prémio Inovação e Criatividade da UEFA nos Prémios Marketing KISS na categoria Melhor Campanha de Marketing para as Raízes em 2014.

Liga Feminina Sub-13
Em 2013, um campeonato Sub-13 feminino foi introduzido em quatro regiões, com a presença de 46 equipas e mais de 1.000 jogadoras – 35% delas a federarem-se pela primeira vez naquela altura. "Esta liga não é apenas uma oportunidade para as raparigas ganharem um estilo de vida saudável, mas também para seguirem o seu sonho no jogo", disse Mammadov.

A criação da liga ajudou também a desenvolver a base dos treinadores, pois envolve mais de 60 técnicos. Quinze treinadoras ganharam a licença B da UEFA em 2015 e começaram a trabalhar com o campeonato Sub-13 feminino na época seguinte.

Os treinadores e as parcerias com as escolas tiveram um papel importante na ligação com os pais e na promoção da prova, enquanto um "site" oficial e as páginas nas redes sociais ajudaram a espalhar a mensagem.

Com a participação a aumentar e novos talentos a serem descobertos, o futebol feminino no Azerbaijão está a crescer cada vez mais.