Albânia

AlbâniaFederação de Futebol da Albânia

We care about football

Resultados confirmam ascensão

O futebol na Albânia tem sido o reflexo da sua recente turbulenta história, mas o talento nunca faltou.
Resultados confirmam ascensão
A Albânia surpreendeu Portugal, ao vencer por 1-0 fora em partida de qualificação para ao UEFA EURO 2016 ©AFP/Getty Images

Resultados confirmam ascensão

O futebol na Albânia tem sido o reflexo da sua recente turbulenta história, mas o talento nunca faltou.

O futebol chegou à Albânia no princípio do século XX, quando os habitantes da cidade de Shkoder, situada no Norte do país, foram surpreendidos por um jogo estranho disputado por estudantes de uma missão cristã. E a modalidade ganhou paulatinamente adeptos num país sob o domínio do Império Otomano.

As credenciais de Shkoder como berço do futebol albanês cimentaram-se quando, em 1913, uma equipa representando a cidade e chamada Independência defrontou outra formada por soldados austro-húngaros. De acordo com os relatos, o encontro teve 45 minutos para cada lado e foi fiel às leis do jogo. Ficou igualmente documentado que nenhuma partida oficial se disputou até 1921. Depois, o Vllaznia, de Shkoder – fundado em Fevereiro de 1919 –, enfrentou o Agimi, surgido no ano seguinte, tendo o Vllaznia ganho a contenda.

Após o desporto ter despertado a atenção, a Federação Albanesa de Futebol (FShF) foi fundada a 6 de Junho de 1930. Em 1932, esta entidade tornou-se membro da FIFA, o organismo que tutela o futebol mundial, e acabou por se juntar também à UEFA em 1954 como uma das nações fundadoras.

Apesar da evolução do futebol neste período, a difícil situação económica do país impediu a criação de infra-estruturas para os clubes. Mesmo assim, a Albânia conseguiu produzir vários jogadores talentosos, que fizeram carreira no estrangeiro. Entre eles estão Riza Lushta, Loro Boriçi e Naim Kryeziu, que jogaram em Itália na Juventus FC, SS Lazio e AS Roma, respectivamente, entre 1940 e 1944.

O campeonato do país começou a disputar-se em 1930, com a participação de seis equipas – KF Skënderbeu, KS Bashkimi Shkodran, KF Teuta, KS Urani Elbasan, SK Vlora e KF Tirana. A primeira partida viu o Tirana derrotar o Bashkimi, por 3-2. O Tirana, juntamente com o KS Dinamo Tirana, KS Vllaznia e FK Partizani, dominou largamente o futebol albanês até aos nossos dias.

Os anos que se seguiram à II Guerra Mundial trouxeram uma nova ordem política, com a introdução de um regime comunista que teve impacto positivo no que diz respeito ao futebol. A modalidade tornou-se popular, as infra-estruturas melhoraram e o futebol surgiu organizado e foi encorajado em empresas estatais, escolas, vilas e cidades.

A estreia da selecção principal da Albânia ocorreu a 22 de Setembro de 1946, numa triunfo histórico de 5-0 sobre o Montenegro. Outro momento memorável aconteceu quando empatou a um golo diante da Irlanda do Norte, onde figuram George Best e Pat Jennings, em Novembro de 1965, resultado que acabou com as esperanças de os visitantes marcarem presença no Mundial do ano seguinte em Inglaterra. A Albânia impôs nova decepção, desta vez à República Federal da Alemanha, na sequência do nulo verificado em Dezembro de 1967, na fase de qualificação para o Campeonato da Europa.

Desde 1991 verificaram-se mudanças políticas e económicas cruciais, que tiveram efeitos tremendos no país, já que a centralização da economia e do sistema político chegou ao fim. Em consequência, os futebolistas tiveram a oportunidade de ir jogar para o estrangeiro. Sulejman Demollari transferiu-se para o FC Dinamo Bucureşti, da Roménia, e Rudi Vata para o Enosis Neon Paralimni FC, de Chipre, e depois para o Celtic FC, da Escócia. A vizinha Grécia e as nações dos Balcãs foram outros destinos escolhidos.

Mudanças como estas na vida de um país são sempre difíceis e a contribuição da UEFA para ajudar as federações pequenas como a albanesa tornou-se crucial. Através de pagamentos solidários, o organismo que tutela o futebol europeu deu às autoridades futebolísticas da Albânia a hipótese para criarem uma base de infra-estruturas locais capazes de assegurar o futuro do desporto.

Os clubes e selecções da Albânia continuam a perseguir os bons resultados a nível europeu e mundial. As vitórias sobre a Rússia e a Geórgia, e os empates ante a Suíça e República da Irlanda, que permitiram aos albaneses não perder em casa na fase de qualificação para o UEFA EURO 2004, são prova disso mesmo. A selecção bateu a recém-coroada campeã europeia e vizinha Grécia, por 2-1, em Tirana, a 4 de Setembro de 2004, num encontro de qualificação para o Campeonato do Mundo. Mais recentemente venceram por 1-0 Portugal e empataram 1-1 frente à Dinamarca, com a selecção a ter boas hipóteses de qualificação para o UEFA EURO 2016. Outro resultado notável foi o empate 1-1 em França, num jogo particular, em Novembro de 2014.

http://pt.uefa.com/member-associations/association=alb/news/newsid=941725.html#resultados+confirmam+ascensao

Passar ao topo  

Presidente

 

Armand Duka

Armand Duka

Nacionalidade: Albanês
Data de nascimento: 7 de Outubro de 1962
Presidente da federação desde: 2002

• Armand Duka é licenciado em Economia pela Universidade de Tirana e tornou-se num empresário famoso na região de Durres, especialista na produção de rações para animais e de ovos.

• Duka teve a primeira experiência no futebol como proprietário do KF Erzeni, da cidade de Shijak, e foi eleito em 2002 para o primeiro mandato como presidente da Federação Albanesa de Futebol (FShF), prometendo melhorar a imagem do futebol albanês, promover a modalidade e desenvolver as infra-estruturas do futebol no país.

• Duka foi eleito para um terceiro mandato em 2010, afirmando: "O meu objectivo é duplicar o número de equipas nos escalões de formação, melhorar as estruturas de todos os clubes profissionais de acordo com as exigências da UEFA e melhorar os resultados de todas as equipas albanesas, de clubes e selecções, nas competições da UEFA".

Secretário-Geral

 

Ilir Shulku

Ilir Shulku

Nacionalidade: Albanesa
Data de Nascimento: 20 de Janeiro de 1971
Secretário-geral da federação desde: 2012

• Antigo capitão da selecção da Albânia, Ilir Shulku foi jogador profissional de 1987 até 2001, tendo começado e terminado a carreira no FK Partizani. Teve breves passagens por clubes da Grécia e da Alemanha e marcou um golo em 41 internacionalizações pelo seu país entre 1993 e 1999.

• Desempenhou desde 2006 as funções de director dos escalões jovens na Federação de Futebol da Albânia (FSHF) e foi posteriormente promovido a director de todas as actividades nacionais da federação.

• Shulku tornou-se secretário-geral da FSHF a 1 de Novembro de 2012. Também possui a licença de treinador FIFA Pro e já trabalhou como técnico nas equipas do Partizani e do KS Besa.

Dados da Federação

  • Fundação: 1930
  • Afiliação à UEFA: 1954
  • Afiliação à FIFA: 1932
  • Morada: Rruga e Elbasanit 1000 TIRANA
  • Telefone: +355 42 346605
  • Fax: +355 42 346609

Coeficiente de clubes por país

PaísClubesPts
35IslândiaIslândia0/48.375
36FinlândiaFinlândia0/47.650
37AlbâniaAlbânia0/36.916
38República da IrlandaRepública da Irlanda1/46.575
39Bósnia e HerzegovinaBósnia e Herzegovina0/46.500
Última actualização: 07/12/2016 08:39 CET

Palmarés das Selecções Nacionais

Nenhum troféu

Competições domésticas

Liga albanesa 2016/17

ClubesJPts
1FK Kukësi1836
2FK Partizani1835
3KF Skënderbeu1832
4KF Tirana1827
5KS Luftëtari1822
6KF Vllaznia1821
7KS Flamurtari *1817
8KF Teuta1816
9KF Laçi1814
10Korabi1811
* O KS Flamurtari teve 6 ponto(s) deduzido(s)
Última actualização: 29/12/2016 17:45 CET
  • © 1998-2016 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.