França

FrançaFederação Francesa de Futebol

We care about football

França encontra fórmula para o sucesso

A França conseguiu juntar a tradição vencedora a uma longa história na vanguarda da modalidade.
França encontra fórmula para o sucesso
A França festeja a conquista do UEFA EURO 2000 ©Getty Images

França encontra fórmula para o sucesso

A França conseguiu juntar a tradição vencedora a uma longa história na vanguarda da modalidade.

Apesar de o futebol em França ter arrancado oficialmente em 1872, com a fundação do Havre Athletic Club, a sua primeira competição, organizada pela "Union des Sociétés Françaises de Sports Athlétiques", teve lugar apenas em 1894.

Nos primeiros anos do século XX, as várias competições de futebol eram organizadas por federações multi-desportivas. Em 1904, quando a FIFA foi criada em Paris, a França realizou a sua primeira partida internacional frente à Bélgica, num jogo que terminou empatado a três bolas.

Em 1906, o "Comité Français Interfédéral" (CFI) tornou-se o primeiro organismo totalmente dedicado ao futebol. Sob a sua égide, o "Troféu de França" era disputado pelos campeões de futebol das várias federações multi-desportivas. Em 1917, foi criada a Taça de França, a mais antiga competição no futebol francês, que marcou uma nova era. Por último, em 1919, foi fundada a Federação Francesa de Futebol (FFFA).

O futebol francês entrou, de seguida, em rápida expansão. Em 1930, a França participou na primeira edição do Campeonato do Mundo, organizado pela FIFA, que deve a sua existência à decisiva intervenção de dois franceses, Jules Rimet e Henri Delaunay. O profissionalismo foi introduzido em 1932 e, em 1954, os gauleses foram de novo pioneiros, desta vez na criação da UEFA e das suas principais competições, a Taça dos Clubes Campeões Europeus (1955/56) e o Campeonato da Europa - a Taça Henri Delaunay (1958-60). No Mundial de 1958, a França chegou ao terceiro lugar e Just Fontaine foi o melhor marcador da prova com 13 golos, marca que até hoje nunca foi ultrapassada.

Com as competições internas a terem cada vez mais público a presenciá-las, a selecção principal gaulesa manteve-se discreta até ao início dos anos 80, quando, sob a batuta de Michel Platini, chegou à ribalta do futebol europeu e mundial. O topo foi atingido em 1984, com a conquista do Campeonato da Europa, antecedido por um terceiro lugar no Mundial de 1982. Em 1986, no Mundial do México, a selecção gaulesa voltou a terminar no último degrau do pódio. Estes sucessos mostraram o caminho brilhante aos clubes, com destaque para o Olympique de Marseille, que venceu a UEFA Champions League em 1993, e para o Paris Saint-Germain FC, que ganhou a Taça dos Vencedores das Taças três anos depois.

Em 1998, 60 anos após terem recebido a terceira edição do Campeonato do Mundo, a França voltou a organizar o mais prestigiado evento desportivo do planeta. Liderados por Aimé Jacquet, os "bleus" aproveitaram o facto de jogarem em casa e conquistaram o ambicionado primeiro título mundial, ao baterem na final o Brasil, por 3-0, ajudados por dois golos do talismã Zinedine Zidane. Em 2000, treinada por Roger Lemerre, a França conseguiu algo de inédito ao juntar o título europeu (o segundo) ao mundial, acrescentando ainda duas Taças das Confederações, em 2001 e 2003.

Quando menos se esperava, a França decepcionou no Mundial de 2002, ao ser eliminada logo na fase de grupos. No entanto, a equipa recuperou a forma e venceu com facilidade o seu grupo de qualificação para o UEFA EURO 2004, onde foi afastada por aquela que viria a sagrar-se vencedora, a Grécia, nos quartos-de-final. Raymond Domenech assumiu o comando da equipa e a França teve uma excelente participação no Mundial de 2006, sendo apenas batida pela Itália no desempate por grandes penalidades da final. Se o UEFA EURO 2008 e o Mundial de 2010 foram decepções, os gauleses conseguiram alcançar os quartos-de-final do UEFA EURO 2012, prova na qual foram eliminados pela campeã Espanha. No Campeonato do Mundo de 2014, os gauleses acabariam por cair também aos pés da selecção que viria a conquistar o troféu, a Alemanha. Agora o país vai organizar o seu terceiro Campeonato da Europa da UEFA, o UEFA EURO 2016.

http://pt.uefa.com/member-associations/association=fra/news/newsid=946719.html#franca+encontra+formula+para+sucesso

Passar ao topo  

Presidente

 

Noël Le Graët

Noël Le Graët

Nacionalidade: Francesa
Data de nascimento: 25 de Dezembro de 1941
Presidente da federação desde: 2011

• Antigo funcionário público no sector dos impostos, Noël Le Graët entrou para a vida política como presidente da câmara de Guingamp, cidade localizada na Bretanha, em 1995 (permanecendo no cargo até 2008). Presidiu o En Avant de Guigamp, clube local, entre 1972 e 1991 e, depois, entre 2002 e 2011, deixando o posto aquando da sua eleição para presidente da FFF, em 2011. É igualmente um reconhecido homem de negócios no ramo alimentar.

• Le Graët subiu passo a passo os degraus na Liga de Futebol Profissional (LFP), então conhecida como Liga Nacional de Futebol (LNF), entrando para a Comissão Executiva em 1984, antes de se tornar presidente, em 1991 - posto que ocupou durante nove anos. Durante esse período criou a DNCG, uma directoria nacional responsável pelo controlo financeiro dos clubes franceses.

• Vice-presidente da FFF para os assuntos económicos desde 2002, Le Graët foi eleito como presidente pela assembleia da Federação Francesa de Futebol a 18 de Junho de 2011. Após a eleição não escondeu "uma enorme satisfação", reconhecendo ter pela frente "uma dura tarefa" e garantindo "muita vontade de começar a trabalhar". Foi reeleito para um segundo mandato de quatro anos em Dezembro de 2012.

Secretário-Geral

 

Florence Hardouin

Florence Hardouin

Nacionalidade: Francesa
Data de nascimento: 26 de Janeiro de 1967
Directora-executiva da federação desde: 2013

• Antiga campeã de esgrima que esteve dez anos na selecção de França, conquistando a medalha de prata por equipas, na disciplina de espada, no Campeonato do Mundo, em 1991, Florence Hardouin trabalhou também em “marketing” para algumas das maiores companhias francesas, como a Bouygues, Canal+ e SFR.

• Começou a trabalhar na Federação Francesa de Futebol (FFF) em 2008 para lançar a campanha interna de “marketing”. O seu sucesso fê-la tornar-se Directora-executiva delegada e responsável pela administração.

• Hardouin tornou-se Directora-executiva da FFF em Fevereiro de 2013.

Dados da Federação

  • Fundação: 1919
  • Afiliação à UEFA: 1954
  • Afiliação à FIFA: 1904
  • Morada: 87, boulevard de Grenelle 75738 PARIS Cedex 15
  • Telefone: +33 1 4431 7300
  • Fax: +33 1 4431 7373

Coeficiente de clubes por país

PaísClubesPts
3InglaterraInglaterra6/769.105
4ItáliaItália6/666.832
5FrançaFrança5/650.332
6RússiaRússia4/548.532
7PortugalPortugal4/646.999
Última actualização: 07/12/2016 08:39 CET

Palmarés das Selecções Nacionais

  • © 1998-2016 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.