"Workshop" de formação de médicos na ARJ da Macedónia

Diagnóstico e tratamento de lesões foram os destaques de um "workshop" do Programa de Formação para Médicos de Futebol da UEFA realizado na ARJ da Macedónia, onde médicos trocaram informação e conhecimentos.

Sessões práticas centradas no diagnóstico e tratamento de vários tipos de lesões
Sessões práticas centradas no diagnóstico e tratamento de vários tipos de lesões ©FFM

Médicos de futebol oriundos de toda a Europa estão a beneficiar do Programa de Formação para Médicos de Futebol da UEFA (FDEP), que envolve a disseminação de informação e práticas vitais entre a comunidade médica desportiva, para o bem geral da modalidade.

A Federação de Futebol da ARJ da Macedónia (FFM) organizou um "workshop" médico em Skopje, que contou com a presença de 24 médicos, de clubes e selecções do país, com o diagnóstico e tratamento de lesões em destaque.

Ilija Stoilov, presidente do comité médico da FFM e responsável pelo curso, teve a companhia de quatro médicos e peritos em áreas específicas, que avaliaram o diagnóstico e tratamento de lesões musculares, na virilha, tornozelo e joelho. O "workshop" também debateu os resultados do Estudo da UEFA sobre Lesões em Clubes de Elite 2014/15, que fornece informação específica sobre o futebol que contribui para o trabalho diário no tratamento e prevenção de lesões.

O "workshop" enfatizou a necessidade de os jogadores receberem sempre um elevado nível de cuidados e apoio médico, com boas capacidades e conhecimento vital a ajudarem os médicos a fazerem o seu trabalho. O programa FDEP e os cursos pan-continentais relacionados significam que os conteúdos são transmitidos a todas as federações-membro da UEFA.

Para além do diagnóstico e tratamento, outros tópicos debatidos foram as emergências médicas dentro de campo, papel e responsabilidades de um médico de futebol, prevenção e reabilitação de lesões, psicologia, nutrição futebolística e a campanha anti-doping no seio do futebol europeu. O conteúdo e material educativo do FDEP tem sido desenvolvido em cooperação com o Comité Médico da UEFA e especialistas em medicina desportiva de renome.

Os participantes efectuam testes no final de cada curso para avaliarem o grau de capacidade e conhecimento obtidos. A avaliação é importante, pois para além de aprenderem competências essenciais, subsequentemente todos os participantes ficam em posição de transmitir a sua própria versão do curso a médicos do seu país.