Educar os jogadores jovens como primeiro objectivo

A UEFA, através da Youth League, organizou uma sessão educativa para os jogadores não seniores do Valência, com tópicos como alterações das regras e perigos da viciação de resultados.

©Valencia CF

Dando continuidade ao seu objectivo de educar e desenvolver os jogadores jovens, a UEFA – através da UEFA Youth League – organizou uma sessão educativa em Paterna, no centro de treinos do Valência para a equipa de reservas do clube (Valencia Mestalla), equipas jovens e equipa feminina (que milita no escalão principal do futebol feminino espanhol).

A sessão teve por base três apresentações: mudanças nas regras de jogo para a temporada de 2016/17, consciencialização para os perigos das redes sociais no desporto e prevenção da manipulação de resultados.

Antigo árbitro da UEFA, Carlos Velasco Carballo, que dirigiu a final da UEFA Europa League de 2010/11 e que pendurou o apito na última época, apresentou algumas das principais alterações às regras de jogo para a actual temporada. Com mais de 100 recém-introduzidas mudanças, o ex-árbitro liderou um animado debate, explicando as modificações às regras em situações de jogo comuns – como se a acção de negar uma situação clara de golo recorrendo à falta deve ser sancionada com cartão amarelo ou vermelho.

Numa atmosfera amigável, Velasco Carballo tentou igualmente quebrar o mito da habitual barreira existente entre jogadores e árbitros, ao afirmar: "O objectivo passa por aproximar jogadores e árbitros, porque partilhamos o mesmo relvado em cada jogo e devemos tentar ajudar-nos uns aos outros, com o máximo de respeito e de compreensão mútuas."

Houve ainda tempo para a exibição de um vídeo por parte do director de comunicação e media da UEFA, Pedro Pinto, o qual contou com jogadores famosos a aconselharem os mais jovens sobre como lidar com entrevistas e conferências de imprensa antes e depois dos jogos. Alertaram ainda os jovens para os perigos das redes sociais, recomendando-os a terem o maior dos cuidados com as suas actividades on-line e a, acima de tudo, terem muita atenção ao que colocam nos canais das redes sociais.

Esta sessão informativa ficou concluída com uma pequena apresentação sobre um dos assuntos mais importantes para a UEFA, a manipulação de resultados. Kepa Larumbe, responsável pelos assuntos legais da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), avisou os jovens jogadores sobre os perigos da manipulação de resultados, apresentando-lhes o sistema de detecção de fraudes em apostas da UEFA e sublinhando as sérias consequências com que se deparará qualquer jogador envolvido em apostas no futebol.

"As apostas são algo de muito atractivo para os jovens, que agora conseguem facilmente apostar através dos seus telefones ou pela internet, mas estejam avisados: vocês têm de ser extremamente cuidadosos e responsáveis porque ou já são, ou virão a ser futebolistas de topo", lembrou antes de dar por concluída a sessão.

"Enquanto futebolistas, não podem colocar quaisquer apostas porque, de uma forma ou de outra, poderão estar ligados a outras equipas da mesma divisão."