Responder a riscos de segurança

A Conferência Estádios e Segurança UEFA/EU, realizada em Varsóvia, foi a plataforma ideal para a UEFA explicar a sua visão de futuro sobre segurança em jogos de futebol.

The Warsaw conference was attended by some 300 delegates
The Warsaw conference was attended by some 300 delegates ©Sportsfile

A UEFA sublinhou as suas filosofias e visões de futuro sobre segurança na sua Conferência Estádio e Segurança, um evento anual.

Estas visões foram enfatizadas no evento UEFA-EU, esta semana, em Varsóvia, por Michael van Praag, vice-presidente da UEFA. Entre elas contam-se medidas restritivas de deslocação e exclusão para desordeiros conhecidos; treino para "stewards", gestores de estádios, polícia e responsáveis de segurança; e ainda assistência e orientação constante para as federações europeias.

"No meu papel como presidente do Comité de Segurança e Estádios [da UEFA], estou determinado a garantir que a UEFA vai contribuir para uma melhoria sustentável na segurança no futebol europeu", disse van Praag. "É minha intenção garantir que é fornecida assistência nas áreas mais necessárias a todas as 54 federações-membro da UEFA".

A UEFA está a criar desenvolvimento de treino e programas de apoio para as pessoas envolvidas em segurança nos estádios. "Gestores de estádios, responsáveis por segurança e polícias, que trabalham lado a lado regularmente, devem ser treinados em conjunto", destacou van Praag, "para desenvolver entendimento mútuo sobre como cumprirem da melhor forma os seus papéis e responsabilidades". "Stewards" que apoiem polícia e gestores de estádios, acrescentou, devem ser treinados de uma forma que assegure que também compreendem o equilíbrio entre os dois pilares fundamentais deste assunto: segurança e serviço.

"A nossa estratégia também vai apoiar fortemente a exclusão daqueles que contribuem activamente para os aspectos negativos do comportamento, que afastam adeptos bem intencionados dos nossos jogos", prosseguiu van Praag. "Vamos tentar excluir desordeiros, não só dos nossos estádios mas também de toda a experiência de eventos relacionados com o futebol".

"Vamos encorajar o uso de medidas alargadas, que impeçam conhecidos adeptos de risco de viajarem para o estrangeiro. A actual ausência de medidas alargadas nesta área é um enorme factor dissuasor dos problemas que enfrentamos… vamos encorajar os governos a darem poderes à polícia, concedendo-lhe o enquadramento legal que permita implementar estratégias de exclusão eficazes".

O tema da conferência foi "Responder ao Risco", sublinhando a necessidade de medidas proactivas e acções em relação à variedade alargada de assuntos de segurança que existem.

"Não existe relaxamento, não pode haver, e com razão", disse David Bohannan, presidente do Grupo de Estudo pan-europeu Futebol e Peritos de Segurança, um dos organizadores da conferência. Bohannan recebeu com agrado os esforços mútuos que têm sido levados a cabo pela UEFA e as autoridades europeias para abordar os diversos assuntos de segurança que, por exemplo, não só incluem violência e desordem dentro e fora dos estádios, como também protestos de natureza política.

Os delegados receberam um ensinamento valioso sobre gestão de crises em jogos oficiais da UEFA, e ficaram a conhecer o papel e funções das equipas de estádio da UEFA e do Centro de Comando de Jogos do organismo europeu, em Nyon, responsáveis por tratar de incidentes em estádios que por vezes necessitam de acção rápida a eventos inesperados.

Outra potencial situação de risco emergente foi destacada em Varsóvia – a utilização de "drones" por parte de pessoas que podem ser inofensivas, maliciosas (para efectuar protestos) ou hostis (lesionar ou causar danos). Um "workshop" examinou prevenção e medidas de resposta directas que podem ser consideradas.

Michael van Praag deu um veredicto brilhante sobre o valor da reunião anual UEFA/EU. "Parece uma frase feita que, todos os anos, se mencione quão única é a natureza da nossa conferência anual", disse.

"É o único evento que reúne polícia, clubes e federações de toda a Europa. É também o fórum para discutir assuntos da actualidade sobre estádios e segurança na organização de jogos nas competições da UEFA. Não me canso de realçar o valor da nossa conferência…".