We care about football

Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança: Clarence Seedorf

Calendário

"Isto não é um trabalho, é parte da minha missão de vida."

Estas são palavras de Clarence Seedorf em Dezembro de 2014, aquando da sua apresentação como Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança. A escolha desta verdadeira lenda da UEFA Champions League teve por objectivo a criação de novos conceitos e iniciativas, tanto a nível institucional como a nível competitivo. O antigo internacional holandês tornou-se, assim, numa voz importante no que toca a passar a mensagem de tolerância e união no futebol.

Carreira futebolística
Único jogador a conquistar a UEFA Champions League ao serviço de três emblemas diferentes, Seedorf sagrou-se pela primeira vez campeão europeu de clubes em 1994/95, quando tinha apenas 19 anos e era já uma peça vital no AFC Ajax.

Depois de um ano na UC Sampdoria, rumou ao Real Madrid CF, onde ergueu novo título europeu, em 1997/98. De seguida assinou pelo FC Internazionale Milano, antes de se transferir para o vizinho AC Milan. Permaneceu aí uma década, tornando-se numa lenda do clube, no qual conquistou a sua terceira medalha de vencedor da UEFA Champions League, em 2003. Viria a levantar o troféu uma quarta vez, em 2007, ainda pelos "rossoneri".

Mudou-se para o Brasil, para alinhar no Botafogo de Futebol e Regatas, e foi aí que disputou o seu derradeiro jogo como futebolista profissional, em 2014. Poucas semanas depois, foi apresentado como treinador do Milan, continuando ao mesmo tempo a desenvolver os seus projectos na área social, procurando sempre fazer a diferença na sociedade através do desporto e da educação.

©KNVB

Clarence Seedorf durante a sua apresentação como Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança

Fora dos relvados
Seedorf frequentou cursos de psicologia, gestão e um mestrado em economia e finanças. É membro da Fundação Laureus e é um empreendedor. Sabe falar seis línguas e tem um dom para comunicar com vastas audiências, como mostrou no seu discurso aos presentes na Conferência Respeito e Diversidade da UEFA, em Roma, em Setembro de 2014,onde falou apaixonadamente sobre os passos necessários para promover ainda mais a diversidade através do futebol.

"É uma honra para mim fazer parte deste projecto", afirmou. "Vou comprometer-me a 100 por cento com este cargo e, em conjunto com a UEFA, lutar contra todas e quaisquer formas de discriminação.

A liderança que a UEFA mostra diz muito sobre o caminho a seguir. Estou certo de que poderemos, em conjunto, reunir pessoas em número suficiente por forma a criar um grande e positivo movimento."