Proibido fumar na final de Lisboa

O Estádio do Sport Lisboa e Benfica estará interdito ao tabaco durante a final da Champions League, com a UEFA a mostrar via futebol o seu empenho na promoção de estilos de vida saudáveis.

©Sportsfile

A UEFA enfatizou o seu compromisso com a saúde pública ao declarar que o palco da final de sábado da UEFA Champions League, o Estádio do Sport Lisboa e Benfica, em Lisboa, estará interdito ao consumo de tabaco.

A política de não-fumadores estará em curso dentro e fora do estádio assim que os adeptos passarem os torniquetes para verem o ansiado duelo entre o Real Madrid CF e o Club Atlético de Madrid. Dentro do recinto, será lembrado aos adeptos, através da instalação sonora, a proibição de fumar. As medidas de combate ao consumo de tabaco permitem benefícios de saúde aos adeptos e a todos os que vão estar a trabalhar no jogo ao diminuir a exposição dos denominados fumadores passivos. Qualquer  pessoa apanhada no estádio a fumar tabaco ou e-cigarros será convidada a parar.

A decisão da UEFA de banir o tabaco da principal competição europeia de clubes envia uma forte mensagem aos adeptos do futebol e reafirma a ligação entre o futebol e a saúde. A mesma política de combate ao tabagismo esteve em força na semana que precedeu a final da UEFA Europa League, em Turim. No UEFA EURO 2012, a UEFA ditou a proibição total de consumo, venda ou promoção do tabaco nos estádios da Polónia e da Ucrânia.

A decisão surge como resultado natural do compromisso da UEFA para a promoção de estilos de vida saudáveis através do futebol. Este é um tema central do organismo que gere o futebol europeu e das actividades de responsabilidade social que utilizam o estatuto e popularidade do futebol para combater alguns dos principais problemas de saúde, sociais e ambientais da Europa.