Seedorf apela à diversidade e à inclusão

Clarence Seedorf, Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança, falou do importante papel do futebol na luta contra a discriminação numa conferência organizada pela FARE.

Clarence Seedorf (right) and FARE executive director Piara Powar on stage in Barcelona
Clarence Seedorf (right) and FARE executive director Piara Powar on stage in Barcelona ©Getty Images

Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança, Clarence Seedorf lembrou, numa conferência em Barcelona, que o futebol pode ter um impacto crucial na luta contra a exclusão e a discriminação.

O antigo internacional da Holanda, quatro vezes vencedor da UEFA Champions League, esteve ao lado de representantes de 38 países na conferência organizada pela FARE, parceira da UEFA, em Camp Nou, casa do campeão europeu de clubes desta temporada, o FC Barcelona.

Entrevistado em palco pela director-executivo da FARE, Piara Powar, Seedorf falou sobre o seu desejo de explorar todas as formas através das quais o futebol, com toda a sua popularidade e força social, pode ajudar a criar uma sociedade mais inclusiva e diversa.

"O meu desejo de tornar o futebol melhor visa tornar o mundo melhor", explicou Seedorf, expressando a sua visão de que o racismo e outras formas de discriminação no futebol não podem ser abordados separadamente daquilo que está a acontecer no mundo global. Depois, salientou a importância de uma frente comum e unida envolvendo todos na luta contra a discriminação.

Seedorf, que teve ainda a companhia de outros representantes da UEFA, explicou os desafios do seu papel enquanto embaixador, que não só envolve fazer campanha contra a discriminação, como passa também por ajudar a promover a educação, a diversidade e a integração dentro das diferentes actividades de responsabilidade social promovidas pelo órgão máximo do futebol europeu.

O muito respeitado antigo jogador de AC Milan e Real Madrid CF, nomeado Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança em Dezembro passado, actua como modelo graças a toda a sua experiência e conhecimento. Tornou-se, pois, numa importante voz na promoção da luta da UEFA pela erradicação de todas s formas de discriminação no futebol.

"Tenho conversas regulares com o Presidente [da UEFA] Michel Platini e com outros membros da UEFA sobre as estratégias a desenvolver no futuro no campo da diversidade", salientou Seedorf. "Acredito que as intervenções que levamos a cabo terão impacto em todas as áreas que estamos agora a discutir. Podem estar certos de que vamos ouvir a opinião de todos."

"Estamos muito felizes por contar com Clarence Seedorf no papel de Embaixador Global da UEFA para a Diversidade e a Mudança", destacou Piara Powar. "Como sempre, ele foi sensato e inspirador nestas suas palavras que partilhou connosco."

A UEFA e a FARE são parceiras de longa data na campanha global de luta contra a discriminação, a intolerância e todos os fenómenos negativos que lhe estão ligados. A conferência em Barcelona, que envolveu intervenientes que se encontram na vanguarda do combate à discriminação e que trabalham para usar o poder do futebol para o bem, visou encontrar novas ideias e propostas para o futuro.

A conferência centrou ainda atenções no futebol feminino, questão à qual a UEFA tem dado especial atenção através, por exemplo, do Programa de Liderança Feminina no Futebo (WFLP), o qual pretende trazer mais mulheres para cargos de responsabilidade dentro do futebol europeu. A própria FARE conta com seis mulheres entre os nove membros da sua direcção, a qual foi eleita na sua reunião-geral realizada também em Barcelona.

"A conferência da FARE constituiu uma excelente oportunidade para os nossos membros e parceiros trabalharem a nível nacional com o objectivo de avaliar o trabalho feito, olhar para os desafios futuros e discutir, em conjunto, as grandes questões", concluiu Powar.