Sergio Ramos e a reabilitação através do futebol

Sergio Ramos mostra o seu apoio à equipa de futebol do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) no Afeganistão, a qual inclui vítimas de minas terrestes e pessoas portadores de deficiência.

©UEFA.com

Pelo décimo ano consecutivo, a UEFA vai distribuir um cheque no valor de €100.000 ao Comité Internacional da Cruz Vermelha (ICRC). O donativo visa apoiar o programa de reabilitação física do CICV junto das vítimas de minas antipessoais terrestres e outras pessoas portadores de deficiência no Afeganistão – através do fornecimento de próteses, fisioterapia, treino vocacional e acesso à equipa de futebol do centro de reabilitação.

Cada ano, o donativo é entregue por um dos jogadores eleitos para a Equipa do Ano dos Utilizadores do UEFA.com. Este ano, essa honra vai pertencer ao capitão do Real Madrid, Sergio Ramos, que aceitou entregar o cheque ao CICV em nome da UEFA antes do jogo de quarta-feira da UEFA Champions League entre Real Madrid CF e SSC Napoli, em Madrid.

Vai entregar o donativo ao CICV porque foi quem mais votos recebeu na eleição da Equipa do Ano de 2016 dos Utilizadores do UEFA.com. Deve estar extremamente orgulhoso...

Sergio Ramos: Sim, claro que estou! Só tenho de agradecer aos adeptos por isso. Quero agradecer a forma calorosa como as pessoas me têm apoiado ao longo da minha carreira. É uma enorme satisfação e um privilégio ser o mais votado entre todos os jogadores eleitos.

Que importância tem a ajuda às vítimas de minas antipessoais terrestres que estão a usar o futebol para reconstruírem as suas vidas?

Sergio Ramos: É um grande privilégio para nós podermos utilizar a projecção global do futebol para ajudar essas pessoas em todos os aspectos das suas vidas. Como figuras deste desporto é nosso dever fazê-lo, pois assim podemos servir de fonte de motivação para o dia-a-dia dessas pessoas. Temos consciência dos problemas com que elas se debatem e é sempre uma enorme satisfação para nós poder ajudá-las.

Qual a sua mensagem para esses jogadores do CICV?

Sergio Ramos: Eles são uma inspiração, um exemplo de como ter uma abordagem positiva à vida, apesar dos problemas que surgem pela frente de cada um. Eles não param de sonhar ─ e de lutar por tornar os seus sonhos realidade.

Clique no leitor vídeo para ver a entrevista na íntegra.