UEFA e ECA assinam Memorando de Entendimento

A UEFA e a Associação Europeia de Clubes assinaram um Memorando de Entendimento para o período 2012–18, abrindo caminho para uma relação proveitosa entre o órgão gestor do futebol e a associação dos clubes.

Karl-Heinz Rummenigge, chairman of the European Club Association (ECA) executive board
Karl-Heinz Rummenigge, chairman of the European Club Association (ECA) executive board ©UEFA.com

Um renovado Memorando de Entendimento para o período 2012–18 foi assinado hoje, entre a UEFA e a Associação Europeia de Clubes (ECA), por ocasião do XXXVI Congresso Ordinário da UEFA, em Istambul, Turquia.

O memorando foi assinado pelo Presidente da UEFA, Michel Platini, e o presidente do comité executivo da ECA, Karl-Heinz Rummenigge. O documento abre caminho para uma relação proveitosa entre o órgão gestor do futebol europeu e a associação representante dos clubes europeus.

O novo acordo decorre de 22 de Março de 2012 até 30 de Maio de 2018, e inclui os seguintes pontos:

Seguro
Com a aprovação da FIFA sobre o assunto a nível internacional ainda pendente, a UEFA vai estabelecer um seguro que cubra o risco de lesão de jogadores ao serviço das respectivas selecções. Este seguro é válido para todos os jogadores registados num clube europeu, independentemente da sua nacionalidade, e para todos os jogos mencionados no calendário internacional, incluindo jogos oficiais e amigáveis a partir de Junho – e o início do UEFA EURO 2012, na Polónia e Ucrânia.

Partilha dos benefícios do EURO pelos clubes
Os clubes vão receber uma verba de 100 milhões de euros proveniente das receitas do UEFA EURO 2012, como reconhecimento do seu contributo significativo para o sucesso do torneio. Esta quantia aumentará para 150 milhões de euros no UEFA EURO 2016, em França.

Boa governação/representação dos clubes no processo de decisão
No futuro, o Comité de Competições da UEFA, composto essencialmente por representantes dos clubes, vai ter um "direito de decisão" sobre todos os assuntos relacionados com as competições de clubes. Isto reforça o envolvimento dos clubes no processo de decisão da UEFA.

Calendário internacional
Para suportar o proposto futuro calendário internacional (apelidado de Status Quo Plus), este será apresentado ao Comité Executivo da FIFA na próxima semana, para aprovação, e consiste basicamente em nove jornadas-duplas durante um período de dois anos, sem amigáveis isolados. A data de Agosto, destinada a jogos amigáveis, será removida.

Comentando o acordo com a ECA, Michel Platini disse: "Estou satisfeito por este memorando de entendimento reunir intervenientes-chave da família do futebol. A UEFA, as suas federações-membro e os clubes mostraram união em vários assuntos importantes que afectam o futebol internacional. Isto mostra a excelente relação laboral que temos com os clubes e representa um verdadeiro sucesso na tentativa de fortalecer ainda mais a união da família do futebol".

Karl-Heinz Rummenigge acrescentou: "Hoje é um dia histórico para o futebol europeu de clubes. Com este acordo, a UEFA reconhece claramente a importância dos clubes e a contribuição significativa que eles têm para o sucesso do futebol de selecções. O acordo reflecte um equilíbrio melhorado entre o futebol de selecções e de clubes, e é um grande sucesso para a família do futebol europeu. Agradeço ao Presidente da UEFA, Platini, pela sua boa vontade em alcançar um acordo do género com os clubes. Não só a ECA mas todos os clubes europeus devem estar orgulhosos deste grande feito. Aguardamos com expectativa a possibilidade de continuar a construir o futuro do futebol europeu em conjunto com a UEFA".

Novos Memorandos de Entendimento também foram assinados no Congresso de Istambul, com a Associação Europeia das Ligas Profissionais (EPFL) e com a Divisão Europeia do sindicato dos jogadores – FIFPro, a actualizarem os anteriores memorandos entre ambos os organismos.

Sergey Pryadkin, membro da direcção da EPFL, e Philippe Piat, da Divisão Europeia da FIFPro, assinaram os respectivos acordos com o Presidente da UEFA.

"Por ocasião do Congresso da UEFA, e diante das 53 federações suas filiadas", referiu o secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, "a UEFA assinou um memorando de entendimento com cada um dos três principais intervenientes do futebol europeu – os clubes, as ligas e os jogadores. O acordo dará ao futebol europeu a necessária estabilidade durante os próximos anos, e ilustra o empenhamento de todas as partes envolvidas no futebol europeu a trabalharem em conjunto para melhorar o jogo que todos amamos."