Comissária Europeia Vassiliou visita Nyon

O Presidente da UEFA, Michel Platini, recebeu a visita da Comissária Europeia Androulla Vassiliou, para discutir, entre outros assuntos, o papel de liderança das mulheres no futebol.

Após o sucesso do seu lançamento, em Abril, os representantes do Programa de Liderança Feminina no Futebol estão de regresso a Nyon para uma segunda reunião.

A Comissária Europeia responsável pelo desporto, Androulla Vassiliou, visitou a Casa do Futebol Europeu, em Nyon, para conversar com o Presidente da UEFA, Michel Platini, e com representantes do recém-criado Programa de Liderança Feminina no Futebol (WFLP).

O diálogo entre Platini e Vassiliou centrou-se neste inovador programa da UEFA, bem como noutros aspectos chave do futebol na Europa, dando assim continuidade à positiva e construtiva relação existente há muito entre o organismo máximo do futebol no Velho Continente e as autoridades europeias.

Durante a visita à sede da UEFA, Androulla Vassiliou falou sobre o desenvolvimento do futebol feminino na Europa. Fez questão de oferecer o seu apoio às mulheres em cargos de liderança no futebol europeu e teve ainda tempo para responder a algumas questões colocadas pelos presentes.

"Foi, sem dúvida, inspirador participar nestas conversas sobre o Programa de Liderança Feminina no Futebol aqui em Nyon", destacou a Comissária Europeia. "A igualdade entre sexos é um assunto que se encontra sempre no topo da agenda da Comissão Europeia."

O Programa de Liderança Feminina no Futebol da UEFA procura identificar mulheres com potencial para se tornarem líderes na área do futebol e ajudá-las a desenvolverem os atributos necessários. Para além disso, as mulheres que se encontram já em posições de liderança receberão um auxílio extra no desempenho dos seus papéis.

"O Programa de Liderança Feminina no Futebol visa encorajar mais mulheres a abraçarem cargos decisórios no mundo do futebol", explicou Michel Platini. "Este processo pode, naturalmente, demorar algum tempo, mas esperamos que constitua um primeiro passo rumo a esse objectivo."

"Acredito que precisamos de tentar mudar a mentalidade das pessoas no desporto, nas federações desportivas, nos clubes europeus e até na UEFA", acrescentou Platini. "Temos de mudar essa mentalidade e os participantes no Programa de Liderança Feminina no Futebol podem ajudar-nos a consegui-lo", salientou.

"Fiquei muito satisfeito com a conversa que tive com a Comissária Europeia e este nosso encontro ofereceu-nos a oportunidade de alinharmos estratégias no que toca a questões importantes do futebol europeu", concluiu o Presidente da UEFA.

"A minha visita à UEFA serviu também para olharmos para a cooperação levada a cabo nos últimos anos", acrescentou Vassiliou. "A boa gestão tem sido uma das prioridades de ambas as organizações, abrangendo assuntos que vão desde a igualdade de género à sustentabilidade financeira. A esse respeito, gostaria de reiterar o apoio da Comissão Europeia aos objectivos das regras do Fair Play Financeiro que a UEFA desenvolveu. A total implementação dessas regras, que constituem um excelente exemplo de auto-regulação, representam um passo determinante na promoção de uma melhor gestão no futebol de clubes."

"A posse dos passes dos futebolistas por parte de terceiros é outro elemento importante relativo a essa boa gestão. Trata-se de algo que levanta inúmeras questões a nível da integridade e das fronteiras éticas que se podem ou não ultrapassar. A UEFA está a olhar com muita atenção para esse problema e a Comissão Europeia está pronta para oferecer aconselhamento nesta matéria. Discutimos igualmente a regra dos jogadores formados internamente e concordámos que são necessários mais incentivos para estimular a formação de jogadores locais, para bem do desenvolvimento a longo prazo e do papel social do desporto."